top of page

“Drive my car” é o melhor filme do ano na eleição da ACCRJ


O japonês “Drive my car”, de Ryûsuke Hamaguchi, foi escolhido na votação deste sábado (7), o melhor filme do ano pelo júri da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro, ACCRJ. Os votantes fizeram uma primeira seleção dos filmes que estrearam em 2022 e chegaram a uma lista de 24 longas. Nas eliminatórias, os críticos escolheram os 10 mais votados. “Eduardo e Mônica”, de René Sampaio, foi o melhor filme brasileiro.


“Mais uma vez, os membros votantes da ACCRJ conseguiram eleger um conjunto altamente qualificado e diverso de títulos, que representa sobremaneira o que de melhor e de mais criativo o cinema e o streaming têm produzido. São filmes multipremiados nos mais prestigiosos festivais do mundo, que revelam a força e resiliência da Sétima Arte com uma ampla variedade de gêneros e de nacionalidades. Dentro do seu limite numérico natural, a lista de Melhores Filmes de 2022 da associação reflete de forma precisa e sem qualquer tipo de preconceito o que o espectador brasileiro assistiu — e pode rever — de mais importante nas telas”, destacou o presidente da ACCRJ, Ricardo Largman.


Melhor filme do Ano

Drive my car, de Ryûsuke Hamaguchi


Completam a lista:

Argentina 1985, de Santiago Mitre

Batman, de Matt Reeves

Belfast, de Kenneth Branagh

Elvis, de Baz Luhrmann

Licorice Pizza, de Paul Thomas Anderson

Nada de novo no front, de Edward Berger

Não! Não Olhe!, de Jordan Peele

Pinóquio por Guillermo del Toro, de Guillermo del Toro e Mark Gustafson

Top Gun Maverick, Joseph Kosinski


Melhor filme brasileiro

“Eduardo e Mônica”, de René Sampaio


A ACCRJ vai homenagear este ano o diretor franco-suíço Jean-Luc Godard, que revolucionou o cinema dentro do movimento Nouvelle Vague. O cineasta morreu em setembro do ano passado. Peter Bogdanovich, um dos principais representantes da "Nova Hollywood", que transformou o cinema americano, será destacado. O diretor nos deixou em janeiro de 2022. O atleta do século, Edson Arantes do Nascimento, Pelé, também vai receber uma homenagem especial por ser o brasileiro que mais representou o nosso país em todo o planeta. Tema de livros e filmes, Pelé também participou como ator em “Fuga para a vitória”, de John Houston. O legado do Rei do Futebol transcende o esporte.


Num ano de grandes perdas, destacamos também os atores Milton Gonçalves e Sidney Poitier, o diretor Arnaldo Jabor, a cantora Elza Soares e o humorista Jô Soares, por suas preciosas contribuições para as Artes.


A Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro tem a honra de homenagear como a Melhor Iniciativa Cinematográfica de 2022, o cineasta e educador carioca Clementino Junior. Fundador do Cineclube Atlântico Negro, o pesquisador contribui de maneira valiosa para a potencialização do cinema antirracista e para a formação de jovens cineastas.

Comentários


Posts Recentes
bottom of page