1917

Por Ana Carolina Garcia

A Guerra das Trincheiras na tela grande

Chamada de Guerra das Trincheiras em sua fase inicial, a Primeira Guerra Mundial é pouco explorada pelo cinema, hollywoodiano ou não, se comparada à Segunda Grande Guerra. Um ano depois do 100o aniversário do fim do conflito, o cineasta britânico Sam Mendes realizou uma obra-prima, “1917” (2019), dedicada ao avô, que lutou no front.

 

Vencedor do Oscar 2020 em três categorias (Fotografia, Efeitos Visuais e Mixagem de Som), o longa começa em 4 de abril de 1917, na França, com a convocação do cabo Tom Blake (Dean-Charles Chapman) pelo general Erinmore (Colin Firth), que precisa enviar uma mensagem a outro batalhão prestes a cair numa emboscada preparada pelos alemães. Para Blake, porém, a missão também é de cunho pessoal, pois seu irmão está entre os 1.600 homens que precisam ser salvos. Para acompanhá-lo na importante missão de entregar a mensagem ao coronel Mackenzie (Benedict Cumberbatch), Tom escolhe um amigo, o cabo Schofield (George MacKay).

 

Utilizando planos-sequência na maior parte do tempo, “1917” é uma produção de rigor técnico que chama a atenção principalmente pela fotografia de Roger Deakins, que atinge o ápice da beleza plástica ao explorar os detalhes da chegada de Schofield a uma cidade em ruínas. Nela o cabo se depara com uma fonte cujo contorno remete a uma cruz iluminada pelas chamas que consomem o local – é a sua chegada ao inferno.

 

Claustrofóbico em diversos momentos, “1917” tem a atmosfera de tensão fortalecida pela trilha sonora de Thomas Newman, inserida com esmero pela montagem de Lee Smith, aumentando o impacto das cenas sobre a plateia. O filme funciona também graças ao jogo cênico de Dean-Charles Chapman e George MacKay. São trabalhos distintos, mas que se complementam, agregando enorme valor ao longa: enquanto Chapman aposta no lado idealista e confiante de Blake, MacKay faz de Schofield um jovem mais atento ao conflito e às suas consequências, trabalhando questões como saudade da família e necessidade de sobrevivência.

1917 (1917), de Sam Mendes (USA/UK/Índia/Espanha/Canadá/China, 2019). Com Dean-Charles Chapman, George MacKay, Daniel Mays.

 

Drama/Guerra. Sinopse: Na Primeira Guerra Mundial, dois soldados britânicos recebem ordens aparentemente impossíveis de cumprir. Em uma corrida contra o tempo, eles precisam atravessar o território inimigo e entregar uma mensagem que pode salvar 1.600 de seus companheiros. 119 minutos. 14 anos.

capa.jpg